Edição: 2017201620152014201320122011
SENAC SANTO ANDRÉ - LUVAS DUPONT™ KEVLAR® OTIMIZAM TRABALHO E EVITAM ACIDENTES EM FERRAMENTARIA

 

Aluna: JOYCE NERES DOS SANTOS BRITO 

A estudante do Senac Santo André, Joyce Neres dos Santos Brito, realizou um projeto sobre segurança e saúde do trabalho na empresa M.A. Ferramentaria, onde pôde averiguar os perigos da adoção de um Equipamento de Proteção Individual (EPI) inadequado. Após sério acidente, a solução para a empresa foi a adoção das luvas de proteção DuPont™ Kevlar®.

A M.A. Ferramentaria, situada em São Paulo, é uma empresa de fabricação de moldes termoplásticos, especializada em usinagem de peças técnicas. É uma empresa individual, portanto não há funcionários além do empresário, que utiliza máquinas de fresa, retifica plana, torno mecânico e máquina de eletro erosão.

O empresário relatou que frequentemente sofre acidentes nas máquinas, como cortes com os cavacos, pequenos pedaços de madeira resultantes da trituração, pois as luvas utilizadas ficam cheias do material e, por não fornecerem proteção eficaz, eles acabam perfurando o EPI e causando cortes. Outro acidente relatado foi ter recentemente o dedo preso na retifica.

O estudo apresentado ao empresário falava da importância do investimento em segurança para diminuir acidentes de trabalho e evitar perdas materiais e físicas para a empresa. No caso da M.A. Ferramentaria, um acidente de trabalho torna-se ainda mais danoso, já que a produção é interrompida e os prazos de entrega perdidos.

A solução proposta foi a adoção da luva de proteção DuPont™ Kevlar®. O equipamento é o mais adequado às atividades desenvolvidas na empresa, já que oferece uma proteção avançada contra o risco de cortes causados pelos cavacos. As luvas são fortes, leves e resistentes à corte e abrasão, além de possuírem grande flexibilidade para o trabalho.

Em um curto espaço de tempo, houve grandes melhorias no desenvolvimento das atividades na ferramentaria. Com a utilização da luva, o funcionário trabalha com mais confiança, principalmente na fresadora. Os índices de acidentes frequentes diminuíram, pois não há mais relatos sobre cortes causados por cavacos, e o empresário relatou que o EPI proporciona um grande conforto, aderindo-se às mãos e permitindo a manipulação de peças lisas sem medo de elas deslizarem pela luva, como acontecia anteriormente.

O estudo mostrou que a adoção da luva teve um custo de aproximadamente 2% do que a empresa perde com acidentes, mesmo considerando a substituição periódica do produto, mostrando que até em uma microempresa há a necessidade de focar na segurança para atingir o crescimento e a lucratividade.